As brasileiras Rebeca Andrade e Flávia Saraiva estão classificadas para as competições finais do Campeonato Mundial de Ginástica Artística de 2023, que ocorre em Antuérpia, na Bélgica, até 8 de outubro. Se forem classificadas, as atletas garantem vaga nas Olimpíadas de Paris 2024. Veja no artigo a seguir o desempenho das atletas e possíveis apostas: 

A atleta Rebeca Andrade, de 24 anos, está classificada para quatro finais individuais após conquistar 56,599 pontos no campeonato. Ela ficou na quarta posição do individual geral, prova que defende seu título de campeã mundial, e também tenta conquistar a medalha no salto, solo e trave. Andrade só não conseguiu ser classificada para as provas de barra assimétricas. 

Flávia Saraiva, de 24 anos e 1,47 de altura, também conquistou vaga para a final do individual geral. Com 54,699 pontos, ela está na quarta posição, e junto com Rebeca Andrade, representam o Brasil na final por equipes. 

Outras atletas também fazem parte da seleção brasileira de ginástica artística. No time estão: Rebeca Andrade, Flávia Saraiva, Jade Barbosa, Lorrane Oliveira e Júlia Soares. 

Brasil vai à final de Campeonato Mundial de Ginástica Artística e se classifica para Olimpíadas 2024
4.8/6
BC.Game

BC.Game é um cassino online de criptomoedas com jogos exclusivos e torneios diários. Aproveite o ambiente comunitário e a possibilidade de ganhar grandes prêmios enquanto joga seus jogos favoritos. Comece agora!

BC.Game
4.8/6

Entenda o Campeonato Mundial de Ginástica Artística 

Para entender o desempenho das nossas atletas, é importante conhecer a história do Campeonato Mundial de Ginástica Artística. A primeira edição do evento ocorreu em 1903, na Antuérpia –  mesmo local da edição atual – e era exclusiva para atletas masculinos. Apenas em 1934 as provas femininas foram incluídas no campeonato. 

Apesar de ser um torneio centenário, o campeonato só foi classificado como “mundial” a partir de 1931. A competição contava com poucos atletas, e a primeira delegação não europeia a participar do evento foi a seleção do México, que enviou uma equipe masculina até Budapeste, em 1934. Em seguida, o Egito participou da edição de 1950, em Basileia. 

A expansão do número de atletas ocorreu em 2013, quando foram incluídos 264 homens de 71 países e 134 mulheres de 57 países. Atualmente, os campeonatos são realizados anualmente, em anos não olímpicos. Todas as provas individuais são realizadas nas edições, com exceção do evento de equipe, omitido no ano após as Olimpíadas. 

Top Cassinos Online

Um dos cassinos mais populares do Brasil, o Brazino777 oferece um bônus de até R$4.000 no primeiro depósito! Faça seu depósito mínimo de R$20,00 e aproveite o bônus!

Com bônus de boas vindas de R$7.000 a Bet7k é casa de apostas dos brasileiros! Faça seu depósito mínimo de R$30,00 e aproveite!

Confira o bônus de boas vindas de 100% até R$2.500 da bet o bet!

Deposite e ganhe até R$5.000 em dinheiro + 50 Rodadas Grátis no cassino LeoVegas! Faça seu cadastro, realize o primeiro depósito e retire seu bônus! 

No decorrer das edições, os países com melhor desempenho foram a antiga União Soviética, seguida da China e dos Estados Unidos, em terceiro lugar. O Japão, porém, é o terceiro em número total de medalhas. A União Soviética possui 111 medalhas de ouro, 86 de prata e 59 de bronze, totalizando 256 medalhas. Já a China tem 90 de ouro, 57 de prata e 46 de bronze, com 193 medalhas totais. Os EUA tem 62 medalhas de ouro, 52 de prata e 43 de bronze, conquistando 157 medalhas na história. Por fim, o Japão possui 181 medalhas totais, porém são 52 de ouro, 58 de prata e 71 de bronze.

Países com melhor desempenho na história do Campeonato Mundial de Ginástica - Foto: Arte/FeedBACK Casino
Países com melhor desempenho na história do Campeonato Mundial de Ginástica – Foto: Arte/FeedBACK Casino

Neste ano, o Campeonato Mundial de Ginástica Artística ocorre na Antuérpia, na Bélgica, entre 30 de setembro e 8 de outubro. A competição serve de qualificação para os Jogos Olímpicos de 2024, em Paris. As nove primeiras equipes qualificadas, masculinas e femininas, terão cinco vagas para Paris, como uma equipe. 

Brasil garante vaga olímpica 

Além das disputas individuais, o Brasil concorre nas competições em grupo. Entre as atletas que compõem a seleção brasileira de ginástica artística estão: Rebeca Andrade, Flávia saraiva, Jade Barbosa, Lorrane oliveira e Júlia Soares

Seleção brasileira feminina de ginástica artística - Foto: Ricardo Bufolin/CBG
Seleção brasileira feminina de ginástica artística – Foto: Ricardo Bufolin/CBG

Mas o time nem precisou esperar o campeonato mundial terminar para garantir sua vaga nas Olimpíadas de 2024. O Brasil acabou na quarta colocação geral, e caminha para Paris, no próximo ano. Esta é uma conquista importante para as ginastas, que não foram classificadas para os jogos de Tóquio, em 2020. 

As brasileiras conquistaram 164,297 pontos, e ficaram atrás das equipes dos Estados Unidos, Grã-Bretanha e China. Durante entrevista à TV Globo, a atleta Jade Barbosa disse que sonhava com este momento. “Hoje conseguimos estruturar uma escola de ginástica no Brasil, que nos proporciona viver isso”, disse. 

A seleção brasileira feminina se une às duas vagas individuais masculinas, conquistadas durante o mundial. 

Conheça as provas classificatórias 

Durante o Campeonato Mundial de Ginástica Artística, são realizadas uma série de provas classificatórias, individuais e em grupo. Os atletas precisam mostrar seu desempenho no solo e em aparelhos do esporte, como traves e barras. Veja o desempenho do Brasil na edição deste ano: 

Trave 

Julia Soares abriu a participação do Brasil no campeonato na prova de Trave, assim como em 2022. Ela realizou uma apresentação firme e conquistou 13,200 pontos, trazendo confiança para a seleção brasileira. Em seguida, quem se apresentou foi Jade Barbosa, de 32 anos. Apesar de experiente, Jade teve alguns desequilíbrios aos ponto da prova, conseguindo 12,400 pontos.

 Flávia Saraiva foi a terceira a subir na Trave. Ela realizou algumas acrobacias plásticas e teve poucos desequilíbrios, tirando 13,400 pontos na apresentação. Rebeca fechou a primeira rodada do time, cravando a saída e conseguindo a maior pontuação, de 13,800. 

Solo 

Jade Barbosa fez uma boa apresentação, mas acabou pisando fora da linha limite em uma das sequências acrobáticas, perdendo três décimos. Apesar disso, ela conseguiu a pontuação de 12,833. 

Júlia se apresentou em seguida e fez uma série praticamente sem erros, levantando a torcida brasileira na área de Sportpaleis e recebendo a nota de 13,200 pontos. 

A campeã mundial, Rebeca Andrade, se apresentou ao som de Beyonce e Anitta. Apesar de cravar apenas uma das chegadas das sequências de saltos, ela tirou 14,033 pontos, a maior nota do grupo. Flavinha entrou por último, cravou uma série de acrobacias e tirou 13,833 pontos. 

Barras 

A equipe brasileira acabou tendo problemas e algumas quedas durante as apresentações nas barras. Lorrane Oliveira abriu a prova com uma queda no aparelho, e recebeu a pontuação de 12,033. Flavinha subiu em seguida e acertou sua série, conseguindo 13,66 pontos. Rebeca manteve uma boa apresentação, mas falhou em um dos movimentos e tirou 13,866 pontos. Apesar da nota consideravelmente alta, não garante uma vaga na final do aparelho. Jade finalizou as apresentações com uma pontuação de 12,766. 

Salto 

Julia começou a prova com um salto simples, e conseguiu uma nota de 12,866 pontos. Em seguida, Jade comemorou a boa execução de uma dupla pirueta, conquistando 13,833 pontos. Flavia realizou o mesmo movimento, uma dupla pirueta, e conseguiu 13,866 pontos. 

O destaque da prova vai para Rebeca, que entrou na arena com bastante expectativa, já que ficou fora da final do mundial em 2022, por ter falhado no segundo salto. A ginasta fez uma boa execução nos dois voos. O primeiro, um Cheng, quase travado, teve pontuação de 14,900. Na sequência, ela realizou um Yurchenko com dupla pirueta, conseguindo 14,366 pontos. Ela terminou em segundo lugar no ranking geral, ficando atrás apenas de Simone Biles, dos Estados Unidos. 

Seleção masculina conquista vagas na Olimpíada 2024,  mas são eliminados de mundial 

A equipe masculina de ginástica artística não conseguiu classificação para as equipes para as Olimpíadas de Paris 2024. O time foi eliminado após as classificatórias, terminando o mundial da Antuérpia na 13ª colocação. Apesar disso, os ginastas conquistaram duas vagas individuais com Diogo Soares, no individual geral, e Arthur Nory, na barra fixa. 

‘Baile de Favela’ conquista título mundial

Rebeca Andrade, de 24 anos, foi a primeira brasileira a se tornar campeã mundial de ginástica artística no individual geral. Ela conquistou o título ao apresentar “Baile de Favela” no Campeonato Mundial de 2022, em Liverpool. No campeonato deste ano, Rebeca mostra que está pronta para defender seu título mundial, se garantindo na final do individual. Veja o vídeo do título abaixo: 

Até o momento, Andrade soma 56,865 pontos. Ela é a 4ª colocada no ranking e caminha para as classificações finais do salto, estando em 2ª lugar, da trave, em 4ª lugar, e do solo, em 3ª lugar. Para garantir seu título, Rebeca terá que enfrentar Simone Biles, que retorna ao cenário mundial de ginástica após dois anos sem competir, cuidando da saúde mental. 

Apesar de dividirem os holofotes da modalidade, Rebeca e Simone se encontram apenas em quatro competições. Neste ano, as ginastas podem, pela primeira vez, dividir o pódio mundial nas categorias de equipes, individual geral, salto e solo. 

Onde assistir a final do Campeonato Mundial de Ginástica Artística 

A final do Campeonato Mundial de Ginástica Artística começou nesta segunda-feira (2), e termina no próximo domingo, 8 de outubro. A competição acontece no Palácio de Esportes da Antuérpia, na Bélgica, mas pode ser assistida em horários compatíveis com o fuso horário brasileiros. Veja programação abaixo: 

Onde assistir: SporTV 3, Canal Olímpico do Brasil e Cazé TV

Programação:
4/10 (quarta-feira) – 14h30 às 17h05 – Final por equipes femininas 
5/10 (quinta-feira) – 14h30 às 17h40 – Final individual geral masculino 
6/10 (sexta-feira) – 14h30 às 17h – Final individual geral feminno 
7/10 (sábado) – 9h às 13h – Finais por aparelhos (solo masculino, salto feminino, cavalo com alças, barras assimétricas e argolas) 
8/10 (domingo) – 9h às 13h – Finais por aparelhos (salto masculiuno, trave, barras paralelas, solo feminono e barra fixa)

Melhores Casas de Apostas em 2023

As odds competitivas e a variedade de mercados garantem uma experiência de aposta dinâmica e cheia de oportunidades na 20bet! Aposte já.

Patrocinando vários times do Brasil e com bônus excelentes, a Esportes da Sorte é a casa de apostas do momento! 

Descubra a Boabet: casa de apostas online com variedade de jogos, bônus atrativos e experiência de apostas esportivas e cassino.

Como apostar em ginástica artística 

Agora que sabemos o cenário do campeonato mundial e o trabalho que a seleção brasileira tem realizado, vale ressaltar que as casas de apostas utilizam diversos critérios para avaliar os possíveis vencedores da competição.

Para apostar na ginástica artística, busca o máximo de informações sobre a edição, como os últimos campeões e o desempenho dos atletas em provas decisivas. O FeedBACK Casino oferece avaliações sobre as melhores casas de apostas on-line para jogar. 

Compartilhe este artigo nas suas redes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *